SOBRE A MENSAGEM REENCONTRADA

 

Os ignorantes que procuram uma "nova revelação" que adicione ou subtraia alguma coisa à antiga ficarão decepcionados. Aqui encontrar-se-á só um testemunho a favor da antiga, que nos fala da queda do homem nesse baixo mundo, das consequências físicas e morais dessa queda e dos meios para sua regeneração corporal e espiritual pela via misteriosa que conduz à ressurreição.

                                                                             

  Emmanuel e Charles d'Hooghvorst

 

Ao abrir o livro que tens nas tuas mãos, compreenderás que não se trata de uma obra para ser lida necessariamente do princípio ao fim. A melhor maneira de consultá-la é abri-la ao acaso e ler os versículos que surgem diante dos olhos. Ou então, colocando a ponta de um abridor de cartas pelo canto do livro fechado, abrir e ler o versículo desse modo assinalado.

Assim o texto abrir-se-á e obteremos um ensinamento ou uma resposta à pergunta que lhe havíamos formulado, pois A Mensagem Reencontrada é um livro vivo que sempre fala e responde aos que se aproximam dele com simplicidade e sem malícia, porque não se dirige à inteligência racional e sim "à intuição e à memória profunda" (XIX, 3'), e possui uma luz que pode despertar a luz sepultada em cada um de nós.

A Mensagem Reencontrada é uma obra dirigida aos homens e às mulheres do nosso tempo. Em seus mais de 5.000 aforismas ou pensamentos fala somente da verdade e da única sabedoria de todos os tempos, porém com uma linguagem atual.

É um texto laboriosamente tecido com a pura matéria da vida, organizado com precisão e verdade e no qual cada palavra está escrita com intenção e pesada com total exatidão, como uma quinta-essência destilada gota a gota pacientemente.

Louis Cattiaux afirmou que a sua Mensagem é “o livro do fim dos tempos; mas, sobretudo, o libro dos tempos novos”.