A MENSAGEM REENCONTRADA,

de Louis Cattiaux

(1904-1953), alquimista e pintor francês.

 

VERSÍCULOS DA OBRA

 

«... pois Deus é a consciência da vida, e a vida é o corpo de Deus.» (XII, 30’)

 

«“ O vidente de Deus contempla maravilhado o mar cúbico onde aparecem e onde se esvaecem os universos do sonho divino”.» (IV, 17)

 

«Nos limites onde a água ascende e descende, e lá onde a luz dos astros e o fogo central se juntam, a vida se encorpa: debaixo da terra, sobre a terra, na água e no ar.» (III, 85’)

 

«É uma nova e imensa revelação que fazemos aqui, a fim de que cada crente tome coragem e empreenda audazmente a busca da salvação de Deus sempre presente e sempre possível neste mundo.» (XXXVII, 49)

 

«Não nos enviarás mais uma vez a tua essência e a tua substância santas que são todo tu? Para que sejamos iluminados, consolados e tranquilizados na tua maravilhosa salvação.» (XXXI, 53-53’)

 

«Pois nossas trevas se espessam e se tornam cada vez mais opacas, como o anúncio do fim dos tempos. Mas nós sabemos que o teu dia está próximo, pois sentimos tua luz se mexer em nós como a criança que vai nascer.» (XXXI, 54-54’)

 

«Para aqueles que alterarem ou forçarem as palavras do Livro, o Livro se tornará uma maldição que os cegará e uma pedra que os perderá; mas para aqueles que entrarem nesta palavra, o Livro será uma bênção que os iluminará e uma pedra que os salvará.» (XXXVI, 67’)

 

«Aqueles que recebem a mensagem em seu coração são os sobreviventes do mundo que agoniza. A desgraça se afastará deles, e o desespero não os atingirá mais. » (XXXVI, 74)

 

«Sua esperança não será frustrada, pois os santos de Deus lhes farão nascer no reino do Único, e o Senhor em pessoa os introduzirá nas moradias celestes.» (XXXVI, 74’)